Pesquisa personalizada

segunda-feira, outubro 22, 2007

Cientistas trocam super-computador por 08 PlayStation 3.

Parece que encontraram um bom e inesperado uso para o potente PlayStation3.

Depois de sofrer na guerra dos consoles, com um preço muito mais alto do que a concorrência, o Sony PlayStation 3 não é exatamente o mais querido na comunidade de gamers do momento.

Mas parece que outra comunidade está pronta para abraçar os potentes vídeo-games. Cientistas estão se aproveitando do poder dos processadores Cell do PS3 para executar cálculos super complexos simulando situações gravitacionais.

Neste exato momento 08 PlayStation 3 estão trabalhando juntos em cluster, buscando solucionar problemas que envolvem ondas gravitacionais e o que acontece quando um super massivo buraco negro engole uma estrela.

O Dr. Gaurav Khanna explica que o PS3 é idealmente preciso e potente para suportar a extensa e pesada carga de calculos que eles precisam.

Rodando em plataforma de código aberta, Linux, eles podem fazer coisas incriveis com o processador Cell que foi desenvolvido em conjunto por Sony, IBM e Toshiba, e pode entregar quantidades massivas de processamento mesmo sendo comparadas a um super-computador desde que você saiba como optimizar o código e colocar todos os consoles juntos para processarem a mesma tarefa.

De acordo com o Dr. Noam Rimon, o processador Cell foi desenvolvido para o processamento paralelo, e isso explica porque a comunidade científica está encontrando nos PS3's uma saída muito mais economica do que comprar um Super Computador, uma vez que eles gastaram U$ 3.800 dólares para montar a solução com oito consoles sendo que um super-computador com performance menor a dos PS3's custa hoje cerca de U$ 5.000 dólares.

Tá certo que é possível, e até interessante ver que a tecnologia evoluiu tanto em tão pouco tempo, mas para mim esse papo todo é só pra justificar a compra de PS3's por toda a faculdade, afinal duvido que eles não dar uma jogadinha de vez em quando. hehehehee....

Mais info em:
www.wired.com
www.wikipedia.com
www.cellsupercomputer.com
http://www.research.ibm.com/cell/

Fui!

6 comentários:

Erika disse...

e eu pensando ainda em comprear um II. rs

beijo e ótimo dia

Marcel Campos disse...

Pois eh, e eu sonhando com um soh. hehhee

Aninha Goulart ® disse...

Adorei! Excelente blog!
Já te aceitei no diHITT.
bjos, Aninha

Marcel Campos disse...

Valeu Aninha!
Continue visitando o Diariamente.

Sds.

Fabio Rosa disse...

Marcel, você sabia que os engines STI (que criou o Cell) dão um banho de capacidade de processamento tri-frontal (processamento de streaming de áudio 5.1, vídeo e canal de retorno) na maioria dos concorrentes? No caso da TV Digital no Brasil, a CPU do STI deu um "pau" gigantesco na plataforma Olo River da Intel (baseado em Celeron M). Eu posso afirmar porque vi os testes lado-a-lado... Tipo três vezes mais rápido.

Marcel Campos disse...

Uia! Dessa eu não sabia não, novidade pra mim. Imagina se escalarem e investirem pesado na arquitetura do Cell onde a coisa pode parar. A Intel que se cuide.