Pesquisa personalizada

terça-feira, maio 22, 2007

Como seria o Google OS?

Está uma pergunta que não quer calar. Como seria um sistema operacional do Google?

Seria inovador, bem diferente e fácil de usar.

Essa foi fácil!

Existe muitos rumores na internet de que o Google estaria para lançar sua própria distribuição de Linux ou mesmo um sistema operacional oriundo do Unix. Mas o que realmente sabemos até agora é que o Google trabalho em parceria com a RedHat (apesar de ter procurado referências sobre isso e não ter encontrado) e já tem uma espécie de distribuição de Linux RedHat com o Search do Google embutido uma vez que os servidores do Google rodam todos em RedHat.

Rumores são muitos, mas nas últimas semanas os rumores de que uma versão do Ubuntu está sendo construída pelo Google e já se encontra rodando em alguns desktops dentro da empresa.

Ok. Chega disso. Especulação demais.

A real é que o Google hoje é muito mais uma empresa de mídia e propaganda do que qualquer outra coisa. Todas as grandes e originais idéias deles, e as que eles suportam, são em pról de alavancar o AdSense e o AdWords, ou seja, mais e mais propaganda que o Google vende. Quanto mais sites tiverem AdSense mais rápido se esvasia os créditos do AdWords e maior a penetração de mídia do Google na rede mundial de computadores.

Mas qual seria a real vantagem do Google em criar um sistema operacional próprio?

Bem existem muitas vertentes, mas duas me chamaram a atenção em particular.

1 - O sistema operacional on-line.
Essa idéia de um sistema operacional quase que totalmente on-line é bem interessante, ele bootaria, e funcionaria tranquilamente, mas qualquer aplicativo de produtividade rodaria on-line. Pode parecer meio fraco a princípio, mas hoje os investimentos do Google em ferramentas de produtividade on-line como o Google Maps e o Google Docs recebem investimentos pesados da empresa.

Você deve estar se perguntando se isso daria certo uma vez que sem rede você não faria nada no seu micro. Bem, isso já acontece com a maioria das pessoas que trabalham na frente de um computador. Sem rede hoje é ficar sem e-mail, sem internet, sem messenger, resumindo... quando cai a rede hoje você não se sente impotente e até para de trabalhar e vai tomar um cafézinho???

Esta visão de um OS on-line não me parece tão distante uma vez que hoje dependemos da rede para fazer quase tudo, pelo menos no ambiente profissional, e se o ambiente profissional funciona assim as empresas que procuram de uma solução barata e de confiança comprariam micros baratos de baixa potência e capacidade de armazenamento, os custos de TI ficariam baixíssimos pois nem sistema operacional eles precisariam pagar. Muito interessante no ponto de vista empresarial.


2 - OS como estratégia de marca e fidelização e proteção contra concorrentes emergentes.
Se a Microsoft comprasse o seu maior concorrente o que você faria? ;o)
Pois é, os rumores de que a Microsoft está prestes a comprar o Yahoo (dizem que as cifras rolam entre 40 e 50 Bilhões de dólares) isso seria uma posição muito estratégica para a Microsoft uma vez que o Yahoo até o presente mês ainda é o site de pesquisa mais acessado por usuários únicos em todo mundo apesar de todas as pesquisas já apontarem que o Google vai ultrapassar o Yahoo até o final de Junho deste ano. Agora adicione o último tempero deste molho com a informação que acabou de sair hoje onde a Microsoft anunciou a compra de uma das maiores empresas de mídia e propaganda on-line a aQuantive pela bagatela de 6 Bilhões de dólares.

Wooooowwwwww, isso foi um tiro no braço do Google, a gigante do software vai começar a cutucar o Google de todos os lados para impedir que ele cresça mais e fique tão grande quanto ela, e não existe maneira mais rápida e simples do que comprar os concorrentes mais próximos, injetar dinheiro neles e abafar os concorrentes mais próximos para impedir que eles realmente afetem o negócio principal da Microsoft. Estratégia antiga, mas ainda muito usada pela Microsoft, apesar desta vez ter saído um pouco caro, não acham.

Bem, parece que o Google vai ter que soltar um OS pra cutucar a Microsoft, ou simplesmente desencanar e sublimar toda essa ladainha da Microsoft.

Ai entra a jogada de marca, uma vez que a Microsoft retém provavelmente o maior indice d usuários descontentes do planeta fica fácil lançar algo melhor como uma adaptação de um Linux/Ubuntu e distribuir isso como forma de ser a oposição total a Microsoft.


Só o barulho que tal lançamento causaria no mercado já seria suficiente para arrancar consideráveis pedaços de Market Share da Microsoft. Que medo!

Será que a Microsoft se ligou que o Google poderia fazer algo assim a qualquer momento?
Afinal os lucros do Google vêm de propaganda e não de venda de software, certo!
Então seria possívle cogitar que os últimos movimentos da Microsoft e a possível compra do Yahoo seria uma maneira de impedir que o Google se sinta ameaçado de perder seu filão de ouro e se concentrar em outras coisas do que um sistema operacional que geraria somente barulho na mídia e pouca rentabilidade líquida?

Ai eu já não sei, mas que dá para parar, e pensar um bucado nisto, aaaaaa dá!

De qualquer maneira o que fica aqui é um exercício de criatividade, especulação e disposição para pensar o que faria você trocar o seu sistema operacional (windows ou não) para um sistema operacional novo do Google.

Sites de referência:


Té manhã.

Um comentário:

Rangel disse...

Quem já não conversou sobre isso em uma mesa de bar ?
Tds os não-geeks da Terra, mas como aqui é mais um geek entao é claro que ja passou isso pela minha cabeça, a idéia do ponto de vista tecnológico e estratégico é sensacional já que o Google prima nesses dois pontos.

Entretanto tenho que lembrar apensa alguns detalhes que lhe passaram batidos: o Google esta investindo (juntamente) com o Firefox em tornar seus aplicativos Web offlines, por mais contraditorio que isso seja, apesar de ser animal.

Além disso a outra informação é que está rolando um rumor que o Google está comprando o Feed Burner, isso sim seria uma reviravolta, já que o FeedBurner é o que é e controla uma boa parte dos blogs e dos feeds da maioria dos blogueiros (incluindo muitos importantes)

Como ficou o tempero agora ?

Abs