Pesquisa personalizada

domingo, setembro 30, 2007

Evoluindo com os Robôs.

Nossa capacidade de criar mecanismos que suplantem a necessidade de nosso esforço físico e mesmo nossa presença em determinados lugares está cada vez nos levando para um mundo de ficção científica imaginado somente em filmes de holywood.

A tecnologia que criamos até hoje têm como meta final substituir o que fazemos em todos os níveis possíveis, mesmo que muitos não acreditem em tal coisa.

Mas seria possível a tecnologia através da robótica substituir a presença de outro ser humano?

Quem assiste ao Discovery Channel de vez em quando sabe muito bem que já existem robôs que fazem de tudo inclusive ler nossa expressão facial e retribuir com uma resposta "emotiva".

Sintético? Sim, mas nossas emoções são geradas por estímulos neurais que reagem a impulsos elétricos e químicos e isso pode ser bem complexo, mas um dia é bem provável que seja possível de ser reproduzido integralmente por uma máquina.

Tirando o lance Blade Runner que estou entrando aqui...hehehee.... existem hoje uma série de robôs fazendo coisas bem interessantes que chegam até a me assustar, dêem só uma olhada nos vídeos abaixo:

Robô simulador de face humana:




Mais info sobre o WD2 em: www.takanishi.mech.waseda.ac.jp/research/docomo/

Robô Mini-Cachorrro:


Brinquedo Robô Tomy's i-SOBOT:


Cute Robot:


Pra quem quer mais vai aqui a dica do site super-legal sobre robos: www.botjunkie.com

Gostou do tema? Então não deixe de assistir ao clássico Blade Runner, corra agora para uma locadora e assista a uma obra prima sobre o tema, se possível depois assista também o Animatrix, estas idéias malucas sobre o futuro nunca foram tão atuais.

Fui!

8 comentários:

Gregori Pavan Freire de Carvalho disse...

Fico feliz com a visita ao meu blog e tambem que as informações foram de utilidade!

E seu blog ja esta na lista de Links Amigos.

Espero ve-lo, no meu blog, mais vezes!

Gregori Pavan
http://gregoripavan.blogspot.com

Erika disse...

Olá Marcel, descobri que vc é fã do meu blog, no Blogblogs, e ai vim espiar.

Muito legais os robozinhos.
Gosto muito dessas coisinhas tecnológicas.

Favoritei vc.

Beijo. Ótimo dia prá vc.

# thiago disse...

Q barato esses robôs!!!

muito legal mesmo

blog bacana!

grande abraço!

Gregori Pavan Freire de Carvalho disse...

Bom Marcel nao acho o speedy TÃO ruim, apenas pessimo... rs.

To brincando, acho apenas que a Telefonica precisa se atualizar, e criar um atendimento. Porque pra falar a verdade a Telefonica nem atendimento tem!

E com relaçao a NET eu nunca tive, nao posso falar com propriedade.

Infelizmente na minha cidade ou é speedy ou é speedy.

:(

Gregori Pavan
http://gregoripavan.blogspot.com

Rossi disse...

Com noticias de chips que fazem milagres só com o pulso elétrico do corpo, e cada vez mais a ciência dizendo que chegaremos a ser imortais ( não duvido muito ) eu já não me impressionaria com pessoas usando partes robóticas ou robós que tem sentimentos humanos... bom na verdade me impressiono sim, mas não me deixa de cabelos brancos ahaha...

A ciência é uma arte, e cada vez mais essa arte leva a humanidade mais e mais longe...

Pena que ainda não inventaram algo contra corrupção no brasil ^^ ...

luma disse...

Blade Runner, continua a ser pra mim, o melhor filme de todos os tempos! Assisti não sei quantas vezes!
A engenharia está a 50 anos a frente da ciência e nada mais justo que dê uma impulsão à ela.
Beijus

xaxo disse...

Muito se tem falado da relação do Homem com a máquina. Muitas perguntas se têm levantado. A máquina faz parte da nossa vida já há muito tempo. Cada vez mais se torna imprescindível. Cada dia tem ganho mais importância nas nossas vidas. Mas será assim tanta a dependência da Humanidade relativamente à máquina? Terá esta a capacidade de alterar as nossas capacidades cognitivas e funcionais? Será a inteligência da máquina superior à inteligência do Homem?

xaxo disse...

Muito se tem falado da relação do Homem com a máquina. Muitas perguntas se têm levantado. A máquina faz parte da nossa vida já há muito tempo. Cada vez mais se torna imprescindível. Cada dia tem ganho mais importância nas nossas vidas. Mas será assim tanta a dependência da Humanidade relativamente à máquina? Terá esta a capacidade de alterar as nossas capacidades cognitivas e funcionais? Será a inteligência da máquina superior à inteligência do Homem?